27/09/2012

Você sabe usar Hashi?


Com essa matéria descobrimos que não basta apenas segurar os hashis corretamente e comer, aprendemos que exitem muitas "regrinhas" para que você não passe vergonha na frende dos japoneses.


O hashi é mais antigo do que muita gente pensa. Usados por povos antigos por volta do século IV, os "pauzinhos" representavam um bico de uma garça, chegando a medir de 2cm a 36cm.

Quem penso que o hashi era feito apenas chorão-salgueiro, bambu, cipreste ou cipreste japonês, se enganou, pois ele também poderia ser feito com marfim obtido de algum animal, prata, ouro, cobre e ferro, sempre variando entre formatos como cilíndricos ou retangulares, finos ou grossos. Sem esquecer de mencionar que devido à variedade de materiais e formatos, eles usavam um hashi diferente para cada ocasião: um exemplo seria o ano novo, a onde todos usavam hashis feitos da madeira lisa do chorão-salgueiro. 
Com o passar do tempo, novos hashis foram surgindo, como os "waribashi", os "pauzinhos" feitos de madeira que você encontra em qualquer restaurante, ou até mesmo os feitos de plastico. Um fato curioso sobre esta personalização dos hashis é que no Japão existem aqueles exclusivos para pais, mães e filhos.

O benefício dos "pauzinhos": Pelo fato de você levar pouca comida até a boca, ele ajuda na digestão dos alimentos, já que só é possível levar nele pequenas quantidades, além de conseguir dispensar aquele vai e vem dos garfos e facas. Mas não se preocupem porque depois de m treino vai ser muito mais prático usá-lo. 


Existe um guardanapo quente e úmido na mesa, e agora? : Clama, isso não é um guardanapo é uma toalha quentinha e úmida que os japoneses usam para limpar as mãos, e algumas das vezes o rosto, antes de começar a refeição. Lembre-se é uma toalha, então não vá colocá-la sobre o seu colo como se fosse um guardanapo, ela deve ser dobrada e colocada em cima da mesa depois do uso. 


Cuidado para não chupar os hashis: Isso é considerado um pecado mortal na mesa, então se lembre que por mais que esteja maravilhosa a comida, você não pode fazer isso.


Ei, me passa o arroz? : Nem pense em apontar os hashis para alguma comida ou pessoa na mesa, muito menos espete os alimentos com eles, pois isso é considerado uma das piores gafes a serem cometidas, já que este ato possui um sentido religioso (nos rituais dos templos, é costume espetar na vertical os incensos). E não se esqueça de largá-los antes de começar a falar e gesticular com alguma pessoa.


Cuidado a postura na mesa: A postura é outro ponto fundamental para você não fazer feio naquele restaurante ou jantar especial. Nunca, mais nunca se dobre todo ao chegar perto das tigelas para conseguir comer o alimento. As tigelas japonesas devem ficar próximas ao corpo, mas não grudadas a sua boca, não se esqueça, pois não é o corpo que vai até a comida e sim o hashi que leva a comida até a sua boca.

Penúltima dica: Por mais que você esteja com seus amigos ou familiares, você jamais deve compartilhar os recipientes de shoyu e wasabi com eles e não se esqueça de sempre largar os hashis juntinhos sobre os apoios (aquele pedacinho de madeira ou porcelana). Mas se você não avistar isso na mesa, não vá colocar eles sobre a tigela ou jogados pela mesa, peque o papel que veio os hashis e improvise colocando a pontinha deles sobre o papel.

Terminei de comer: Ao terminar sua refeição se lembre de tampar tudo o que estava tampado e colocar os hashis na posição correta. Este costume é normal e sempre é seguido, então não deixe tudo fora do lugar antes de sair da mesa e ir embora do restaurante.

Créditos: Neo Tokio Nº 56

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fan Page!

Search

Fa�a Parte!

Marcadores

Matérias (23) Japão (21) Estilos (8) FYou (5) Aulas (4) Curiosidades (3) Notícias (3) Aprender (2) Aula (2) Coreia (2) Dicas (2) Fotos (2) Hiragana (2) Japonês (2) Kanji (2) Katakana (2) Nirongo (2) Online (2) Outros (2) Sensei (2) Animes (1) Criaturas (1) Tutoriais (1)
Tecnologia do Blogger.